O QUE FOI FEITO?
Atualmente Olímpia é a segunda melhor cidade para se viver no Brasil.
Quem afirma isso é o Índice da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), que analisou níveis de emprego e renda, educação e saúde, os quais colocaram o município na vice-liderança em questão de desenvolvimento econômico. 

O destaque em Olímpia só foi possível graças a uma gestão eficiente na prefeitura. Entre 2009 e 2016, Geninho investiu em áreas básicas como saúde, educação e segurança, preparando, assim, a cidade para o turismo.
  • Text Hover
PROGRESSO
MULTIDISCIPLINAR

MIL FAMÍLIAS

Além do turismo, Geninho contribuiu em outras áreas. Como prefeito, inaugurou a Escola Técnica Estadual (ETEC), instituição gratuita para os alunos e que oferece estrutura moderna com professores mais qualificados. O estudante ainda tem cursos técnicos e estágios para poder sair com mais experiência ao mercado de trabalho. Na área de habitação, Geninho também contribuiu com a melhoria na qualidade de vida de milhares de famílias em São Paulo. Entre 2017 e 2018, ele fez parte da Secretaria Estadual de Habitação junto do então deputado federal Rodrigo Garcia e trabalhou na regularização de moradias irregulares. No projeto chamado 'Cidade Legal', Geninho ajudou mais de 100 mil famílias a conseguirem escrituras e matrículas individuais, condições que as tornam donas, de fato, das casas. Foram mais de 500 cidades visitadas no período e mais de R$ 157 milhões investidos para desburocratizar o processo fundiário paulista.

MILHÕES DE VISITANTES

Com uma melhor infraestrutura, Olímpia conseguiu comportar o elevado fluxo de turistas - hoje a cidade recebe, em média, 3 milhões de visitantes por ano - e a atividade aqueceu a economia local. Para se ter uma ideia, em 2009, a cidade tinha menos de 700 leitos. Hoje a rede hoteleira local abriga mais de 14 mil leitos, um crescimento superior a 2.000%, e gera rendas e empregos para a população. Em número de leitos, Olímpia já supera Campinas, cidade com 1 milhão de habitantes.

Veja outros projetos executados por Geninho
  • Revitalizou a Casa de Cultura de Olímpia pela primeira vez desde 1982;

  • Ampliou o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), localizado em um bairro com famílias necessitadas;

  • Reformou o prédio da Delegacia de Polícia Civil e da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran);

  • Inaugurou a nova sede do Tiro de Guerra de Olímpia;

  • Ampliou o Ginásio de Esportes da cidade, que viria a ser sede dos Jogos Regionais do Idoso, em abril de 2010;

  • Inaugurou a primeira ciclofaixa da cidade, em 2013;

  • Criou o Centro de Atendimento ao Turista (CAT), que serve de apoio aos visitantes para informarem dos roteiros existentes em Olímpia;

  • De 2011 a 2016, Geninho entregou mais de 2.000 casas populares através dos programas 'Minha Casa Minha Vida' e da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU);

  • Como prefeito, Geninho construiu o Centro de Referência do Idoso (CRI), voltado exclusivamente para a terceira idade. O projeto acabou premiado pela Fundação Liberdade e Cidadania, nos Estados Unidos;

  • Criou a Secretaria de Turismo, Cultura, Esportes e Lazer e revitalizou as praças centrais Rui Barbosa e da Matriz;

  • Em 2012, criou a Academia Olimpiense de Letras (AOL);

  • Elevou Olímpia a categoria de estância turística, em 2014, e filiou a cidade na Associação das Prefeituras das Estâncias do Estado de São Paulo (Aprecesp);

  • Como prefeito, Geninho implantou na rede escolar uma alimentação de alta qualidade, construiu creches na periferia da cidade e reformou colégios.

WhatsApp chat