(61) 3215-5860 [email protected]

Notícias

Artigo - O alto Custo Brasil

Notícia

Artigo - O alto Custo Brasil

Você deseja um país corrupto? Duvido que a resposta seja positiva. Ninguém quer uma nação dominada por pessoas que desejam apenas o próprio bem, não se importando com os demais. Hoje, a corrupção é um dos males que proliferam em países com IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) baixo, como o último ranking aponta o Brasil como o 89º colocado entre 189 países, recentemente divulgado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud).

Problemas como excesso de burocracia, falta de segurança, infraestrutura e corrupção são mazelas que infelizmente somos obrigados a encarar diariamente, o que faz os gastos saltarem para níveis muito altos. Mas você sabe o que é o ‘Custo Brasil’ ? É uma expressão usada para denominar um conjunto de dificuldades estruturais, burocráticas, trabalhistas e econômicas que atrapalham o crescimento do país.

Problemas que influenciam negativamente no ambiente de negócios, encarecem os preços dos produtos nacionais e custos de logística, comprometem investimentos e contribuem para uma excessiva carga tributária. A estimativa, inclusive, é que o Custo Brasil retire R$ 1,5 trilhão por ano das empresas instaladas no país, representando 20,5% do nosso Produto Interno Bruto (PIB).

Fato que favorece o Brasil ocupar posições desfavoráveis nos principais rankings internacionais de competitividade, interferindo em educação, saúde, infraestrutura e até no desenvolvimento humano e social do país.

Os altos valores impactam ainda todos nós, brasileiros. E como resolver esse impasse? Priorizando um sistema tributário menos complexo, diminuindo a burocracia, melhorando a infraestrutura e acabando com a insegurança que assola o País. Aprovar reformas estruturantes e vencer esses desafios é o melhor caminho para reduzirmos o Custo Brasil, estimulando a geração de empregos e favorecendo o desenvolvimento econômico e social brasileiro.

A redução do Custo Brasil é fundamental também para que os consumidores possam voltar a adquirir produtos a preços mais baixos e com qualidade superior, seja por meio do crescimento das exportações ou do aumento da produção nacional voltada para o mercado doméstico.

Precisamos melhorar a carga tributária que hoje é excessiva e com isso atrair mais investimentos; modernizar e ampliar nossa infraestrutura; urgentemente diminuir a burocracia; investir na qualificação profissional e na nossa capacidade produtiva; diminuir o custo de financiamentos; aprimorar a legislação e acabar com a insegurança jurídica, entre outros.

Por fim, pelo futuro do Brasil, é preciso colocar em prática a reforma tributária. Fundamentalmente, esses fatores ligados irão contribuir para um país mais transparente e com uma redução drástica da corrupção.

Geninho Zuliani é deputado federal

Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites